Notícias

Clique aqui!

12 jan 18

Clique aqui!

A GREVE dos médicos do Estado, decretada no dia 13 de novembro, foi motivada pelos constantes atrasos nos pagamentos para os servidores ativos e inativos. Em assembleia no Sindicato dos Médicos do RN, no dia 08 de novembro de 2017, a categoria médica decidiu não mais aceitar os abusos do governo e paralisar os atendimentos de ambulatório, mantendo apenas 50% do serviço de urgência e emergência nos hospitais.

Foram realizadas audiências e reuniões com vários setores do Governo para que a GREVE fosse evitada, porém os atrasos salariais permaneceram e atualmente não existe previsão para normalizar a situação.

Os servidores foram surpreendidos ainda, no mês de janeiro de 2018, com um pacote de medidas do Governo que visa entre outros pontos:

•Aumento da alíquota da previdência de 11% para 14%;

•Alteração dos planos de carreira das categorias com retirada de direitos, como insalubridade e Adicional por Tempo de Serviço (ADTS), transformando em subsídios;

•Demissão de não concursados que entraram no estado entre os anos de 1983 e 1988, diante da falta de funcionários o que torna crítico o atendimento na área de saúde;

•Os sindicatos têm posição contrária também ao congelamento de recursos apenas reajustados pela taxa de inflação o que impedirá melhorias e avanços na área da saúde.

Acompanhe todas as notícias sobre a greve, através dos links, após o “Leia Também”: