Notícias

Governo não garante aumento salarial aos médicos e sindicato convoca categoria para assembleia

18 jan 22

Governo não garante aumento salarial aos médicos e sindicato convoca categoria para assembleia

Em reunião realizada ontem (17) na Escola do Governo,  o secretário de saúde do Estado, Cipriano Maia, apresentou contraproposta ao projeto aprovado na Assembleia Legislativa do RN que concede a inclusão dos médicos na reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores ligados à Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESAP).

O projeto de recomposição salarial foi encaminhado pelo Governo do Estado para a ALRN sem a inclusão do reajuste para médicos e cirurgiões dentistas, porém os deputados aprovaram uma Emenda aditiva, proposta por Getúlio Rêgo (DEM), que agora sofre a ameaça de veto da Governadora Fátima Bezerra.

O Sinmed RN defende que os médicos devem ser incluídos na recomposição salarial em função das necessidades de mercado, já que existe uma defasagem nos valores pagos hoje, o que pode agravar o desinteresse dos médicos em fazer concursos, entregando o setor público às terceirizações.

A proposta apresentada pela Sesap na rodada de negociação é insuficiente para os objetivos da categoria médica, sendo valores bem mais baixos do que o reajuste apresentado para as outras categorias da saúde.

“O reajuste de 3% entre níveis, que representa uma melhora na remuneração dos médicos no final da carreira, é um direito legítimo que as categorias têm e a secretaria não pode negar”, reivindica Geraldo Ferreira, presidente do Sinmed RN.

Para discutir sobre o assunto, o sindicato convoca os médicos ligados à Sesap para assembleia a ser realizada na quinta-feira (20), 19h, que ocorrerá de maneira híbrida (on-line e presencial).

 

Pauta:

  1. Veto do governo ao reajuste salarial dos médicos
  2. Negociação com os deputados na Assembleia Legislativa do RN
  3. Propostas que serão apresentadas à Sesap

 

O link para participação on-line será enviado aos médicos 30 minutos antes do início da assembleia.

Fonte: Sinmed RN