Diversos

Sinmed/RN realiza nova Assembléia Geral

18 jul 09

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte realiza nova assembléia geral nesta terça-feira, 21 de julho, no auditório do Sinmed, a partir da 19h30. Neste segundo encontro os principais assuntos voltam a ser a elaboração de uma pauta de reivindicações junto ao governo do estado e município de Natal, a discussão do novo modelo de plano de cargos, carreiras e salários, além de outras questões de interesse da categoria. Na semana passada, dia 07 de julho, a assembléia girou em torno do desabastecimento no Hospital Walfredo Gurgel e todas as dificuldades enfrentadas pelos profissionais que ali trabalham.

Nos últimos dez anos, o HWG sofreu a perda de pelo menos 17 anestesistas que deixaram de atender na unidade. E essa carência não vem acontecendo apenas com os profissionais desta especialidade. Segundo os médicos que participaram da assembléia é preciso encontrar meios de atrair novos profissionais com incentivos financeiros e melhoria nas condições de trabalho.

Uma das médicas que atendem no hospital e estava presente na assembléia disse que é uma questão de sobrevivência repensar a situação do HWG. “Sobrevivência não só dos pacientes, mas dos médicos também”, endossaram os outros participantes. 

Outro ponto discutido na assembléia foi a questão da produtividade que apresenta valores distoantes entre os hospitais. Como agir para unificar esses valores?  Esse será um debate importante nos próximos encontros da categoria.

O Plano de Cargos e Salários do Município de Natal também já começa a tomar forma. Na última assembléia foi decidida a criação de uma comissão responsável pelo projeto que terá em sua base a equiparação salarial com o Estado. A meta é retomar a luta por um plano de cargos que garanta uma remuneração justa,  já que o salário base é irrisório. “A luta está apenas começando, mas é importante que os médicos participem das assembléias para contribuirem com suas idéias e se prepararem para as estratégias que teremos de desenvolver para alcançarmos os nossos propósitos”, avalia Dr. Geraldo Ferreira, Pres. do Sinmed/RN  .