Diversos

Reajustes são aprovados na Câmara pondo fim à greve dos médicos

30 jun 08

A votação na Câmara Municipal de Natal, na manhã desta segunda-feira (30) foi conturbada, com a pressão de outros servidores da saúde, revoltados com os percentuais concedidos aos médicos, mas o resultado foi positivo: a emenda que tratava do assunto foi aprovada por unanimidade. Agora, resta apenas a sanção pelo prefeito Carlos Eduardo Alves, o que deve acontecer ainda hoje por causa dos prazos, em decorrência das eleições municipais de outubro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos (Sinmed), Geraldo Ferreira, a vitória é muito grande e para isso foi preciso pulso firme dos vereadores, que entenderam a necessidade de reajuste dessa categoria. O representante destaca todo o empenho da casa legislativa para agilizar os trâmites para que a matéria fosse enviada ainda hoje para o Palácio Felipe Camarão. “O secretário (Edmilson Albuquerque) também tem demonstrado muito empenho. Está a tarde toda vendo isso lá na Câmara”, destacou.

Com a sanção do prefeito, a categoria se reúne por volta das 19h na sede do Sinmed, à Rua Apodi, Centro, apenas para oficializar o fim da greve. Na ocasião, também será feito um levantamento do movimento e será projetada a campanha para luta do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) para o segundo semestre. Essa, sim, a verdadeira luta dos médicos e que teve que ser adiada por causa das eleições (não poderia ser aprovado agora reajuste no salário-base)

Reajuste

Com a sanção, os contracheques de julho já virão com os reajustes. Os médicos que trabalham nas áreas de difícil acesso dentro do Programa Saúde da Família (PSF) terão gratificações de R$ 3.800. Já os que trabalham nas unidades consideradas normais receberão gratificações de R$ 3.575.

Os profissionais lotados nas maternidades receberão gratificações de R$ 1.225 para 20 horas e R$ 2.450 para 40 horas e terão produtividade de AIH (Autorização de Internação Hospitalar) tipo 30 (limitada ao teto máximo de R$ 3.000).

O pessoal de ambulatório passa a ter gratificações de R$ 625 para 20 horas e R$ 1.250 para 40 horas. Outro setor que também teve ganho expressivo foi dos especialistas. Terão gratificações de R$ 1.375 para 20horas e R$ 2.750 para 40h. O pessoal do Samu que recebia R$ 2.750 de gratificação por 40 horas trabalhadas terá esse mesmo valor só que para 20 horas trabalhadas.