Diversos

Greve dos médicos de Natal tem forte adesão

21 jun 08

A greve dos médicos, que começou nesta quinta-feira (19), está tendo forte adesão dos profissionais. Três setores, Programa de Saúde da Família, ambulatório e especialistas, têm se destacado. Nos pronto-atendimentos há uma confusão, que é compreensível, mas a orientação do Sindicato dos Médicos é que nos PAs, a portaria informe à população que os médicos estão em greve. Somente os atendimento de urgência e emergência devem ser feitos, senão os pacientes devem ser encaminhados para a rede estadual.

 

Nas maternidades também apenas as gestantes que estiverem em período avançado de trabalho de parto é que devem ser atendidas, as parturientes em fase inicial devem ser encaminhadas para a maternidade Januário Cicco e o hospital Santa Catarina. “É preciso criar impacto na rede estadual”, salienta o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira.

 

Segundo o presidente, cada médico deve ainda fazer um esforço para convencer colegas a aderirem à greve. “Os gestores só farão uma proposta se a greve estiver forte. Ninguém precisa ter medo porque esta tudo dentro da lei”, destaca.

 

Repercussão na imprensa tem sido favorável

 

Todos os jornais e programas de televisão estão dando cobertura à greve. A análise que o Sindicato faz é que as matérias estão entre imparcial e favorável. Isso se deve a preocupação do Sinmed em causar o menor dano possível à população, realizando os atendimentos de urgência e emergência.