Diversos

Geraldo Ferreira discute pauta de reivindicações com Secretário de Saúde

22 out 08

Em reunião na manhã desta quarta-feira (22), o presidente do Sindicato dos Médicos, Geraldo Ferreira e diretores do Sinmed se reuniram com o secretário Estadual de Saúde, George Antunes, para informar sobre a decisão tomada em assembléia pela deflagração da greve por tempo indeterminado.

Durante a reunião, que também contou com a presença do presidente da Associação Médica, Álvaro Barros e representantes do Sindsaúde, Geraldo Ferreira, expôs novamente as reivindicações da categoria: reajuste de 23%, pagamento de atrasados do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) referentes a junho, julho e agosto de 2007 e implementação da mudança de nível prevista pelo plano. Ainda foram discutidas alternativas como a implantação de AIH tipo 7 na rede pública, aumento referente a duas mudanças de nível (6%) e incorporação da gratificação de alta complexidade, no valor de R$ 1.100, que passaria a ser salário. O salário base aumentaria, incidindo assim sobre insalubridade e tempo de serviço.

O secretário se comprometeu em aprofundar a discussão com o Gabinete Civil e com a equipe econômica do Estado. Uma nova reunião foi marcada para a próxima terça-feira (28). O presidente do Sindicato dos Médicos, Geraldo Ferreira, solicita aos médicos empenho na greve. “Se tiver três clínicos, somente um deve atender”, exemplifica e acrescenta “os profissionais que não estão atendendo devem ficar na reta-guarda para emergências”. Procedimentos programados devem ser cancelados.

Geraldo Ferreira ressalta que a greve dos médicos é em conjunto com a dos demais servidores da saúde. “Se ficarmos juntos a greve será mais forte e alcançaremos nossos objetivos”.