Diversos

Denúncia de médicos revelam situação do PSF em Natal

12 nov 07

A USF de Felipe Camarão III, encontra-se funcionando em uma residência locada na comunidade que deveria abrigar uma “família” no entanto foi transformada em unidade de saúde sem qualquer tipo de preparo estrutural.A consequência natural foi o colapso da estrutura física com a “sobrecarga da demanda” exigida para o funcionamento de uma USF onde circulam em média 100 a 150 pessoas/dia, usando continuamente: 2 banheiros, cozinha, consultório odontológico, sala de vacina, 4 consultórios médicos.

As paredes estão rachadas, há infiltrações generalizadas com vazamento e mofo em vários cômodos, as instalações hidráulicas estão entupidas e causando vazamento de “resíduos de fossa séptica” para dentro de um dos consultórios médicos.

Esta mesma unidada já havia sido interditada pela COVISA há pelo menos 2 meses e
apesar de tudo isto a unidade está de portas abertas com usuários e profissionais misturados entre lixo, mofo e materiais de construção e principalmente muita insatisfação, pelo total descaso do poder público com quem vive e trabalha em condições de miséria!

A imprensa falada e escrita já registraram no programa Jornal da Tarde do SBT.

A SMS tem pleno conhecimento desta situação e promete soluções.

O Sindicato dos Médico acompanhará de perto tais soluções.