Diversos

Crise no Hospital Maria Alice Fernandes

30 set 07

O Hospital Maria Alice Fernandes é o único hospital do Estado voltado unicamente para o atendimento de pediatria. De sua inauguração, em 12 de outubro de 1999, até o mês de agosto de 2003, esteve sob administração da Pró-Saúde, tendo se destacado como modelo de assistência de qualidade à população. A partir daí, a Sesap reassumiu o comando do serviço, tendo conseguido manter, graças a luta e perseverança do seu então diretor, Dr. Paulo Xavier, a mesma excelência de atendimento. Infelizmente, já não se percebe o mesmo empenho do governo para com o hospital. Nestes quatro anos de admisnistração pública, não foi resolvido definitivamente o problema da lotação de funcionários: parte do pessoal faz parte do chamado “contrato temporário” e parte trabalha através de uma firma terceirizada. Válido geralmente por dois anos, o contrato temporário tem se mostrado um verdadeiro suplicio para quem o fez. Considerado irregular pelo ministério público, os profissionais que participaram da primeira seleção do contrato estão citados atualmente em um processo do ministério contra a SESAP e impossibilitados de obterem uma “certidão negativa” limpa pelo estado. A firma responsável pela contratação do pessoal de apoio foi trocada várias vezes no início, e atual firma prestadora encontra-se com alguns problemas administrativos. A situação está se tornando insustentável, sendo mais grave no tocante a médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem. Os salários do pessoal do contrato temporário estão sendo pagos com atraso e com valores errados (para bem menos), o que vem ocasionando insatisfação e desistência do emprego, tornando impossível para o hospital prestar o mesmo atendimento de qualidade ao povo, estando inclusive com a sua funcionalidade ameaçada. Atualmente, o governo promete a realização do tão esperado concurso público, que tudo indica não vai suprir a real necessidade dos serviços de saúde.

No dia 28/09, foi divultado na imprensa que 37 funcionários temporários do Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes vão ter os contratos renovados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap). A notícia foi dada pelo secretário Adelmaro Cavalcanti logo após a audiência pública com o juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública, Cícero Macedo. Além da renovação, ficou acordado que a Sesap tem que realizar, até primeiro de julho de 2008, um concurso público, para a contratação de 1.010 servidores.

Contudo a renovação dos contratos temporários não irão sanar os problemas que passa o hospital, uma vez que houve uma diminuição progressiva no nº de funcionários, a prova é o fechamento de determinados ambulatórios com remanejamento de médicos para o atendimento no setor de urgência.

– Esta matéria teve a colaboração de médicos pediatras do Hospital Maria Alice Fernandes