Diversos

Médicos cooperados esperam quitação de débito para renovar contratos

22 dez 09

Encerra-se no próximo dia 28, o prazo para a renovação das cooperativas médicas com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Com três meses de atraso, mais de 500 médicos cooperados pela Coopmed/RN (que abrange 18 especialidades) e 120 médicos da cooperativa de anestesistas estão sem a devida quitação dos débitos, gerando conflitos entre a categoria.

De acordo com o presidente da Cooperativa dos anestesistas, Madson Vidal, a prefeitura não vem cumprindo os prazos de pagamento e isto pode comprometer a renovação do serviço. “A situação está insustentável, pois o repasse é sempre feito com 45 a 60 dias de atraso”, declara o anestesista.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Drº Geraldo Ferreira, mesmo com o desejo dos profissionais em continuar atendendo, este tipo de situação só dificulta a renovação de contratos.

“A fonte permanente de conflito entre as cooperativas médicas e a Secretaria de Saúde Municipal tem sido sistematicamente o atraso e a dificuldade de renovação. A expectativa é que não haja os mesmos conflitos existentes no início do ano, e que tanto sofrimento seja poupado, tanto para os médicos quanto para a população,” afirma o presidente.

Só em outubro, na Liga Norte Rio-Grandense contra o câncer foram realizadas cerca de 800 cirurgias, através das cooperativas. Por mês são realizadas, em média, três mil procedimentos de anestesia, somando em torno de nove mil no período.