Contábil

Informativo Contábil: Carga Tributária elevada dos produtos mais consumidos durante a Copa do Mundo

24 jul 14

 O torcedor brasileiro arcou com a elevada carga de impostos embutidos nos preços dos produtos e serviços que consumiram durante a copa. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT os tributos incidentes sobre alimentos e acessórios esportivos variou de 15% a 76%. Para animação da confraternização as bebidas chegaram a 76,6% numa simples caipirinha. Se a opção foi por garrafa ou lata de cerveja desembolsou só de tributos 55,60%. Não bebe tudo bem! Suco ou refrigerante 36,21%. Para os petiscos foi possível escolher à vontade o sal da carga tributária. Um simples salgadinho – 37,30%; Amendoim – 36%. Se preferência por queijo, tudo bem, só 16,5% sobre os preços em geral. “Prefiro torcer com aquele churrasco”, disse um torcedor sem saber que além dos amigos convidou o leão. Pois é, a mordida tributária foi assim: carne bovina até 23,99%; frango 34,29% e carvão 34,29%. Para quem analisou antes a carga tributária e preferiu acompanhar o evento em bares ou restaurantes, a carga tributária de 32,31% da conta foi apenas de impostos sobre o serviço. Acessórios não ficaram de fora: bola de futebol 46,49%; camisa do time 34,67%.
Ao final acharam pouco e tivemos 10 gols para fechar a conta apenas nas duas partidas finais.

Para sua informação:
Produto- Carga tributária
Restaurante- 32,31%
Amendoim- 36,54%
Apito- 34,48%
Bola de futebol- 46,49%
Cachaça- 81,87%
Cachorro quente- 15,28%
Caipirinha- 76,66%
Caixas de som amplificadas- 45,81%
Câmera fotográfica- 44,75%
Carne bovina para churrasco- 23,99%
Carvão vegetal- 34,29%
Cerveja (lata)- 55,60%
Cerveja garrafa -55,60%
Chope- 62,20%
Confete/ Serpentina- 43,83%
Copos- 37,88%
Carne de Frango para churrasco- 26,80%
Fogos de artifício- 61,56%
Hospedagem em hotel- 29,56%
Ingressos (tickets)- 40,85%
Nozes – 36,45%
Passagem aérea- 22,32%
Queijos- 16,59%
Refresco em pó- 36,30%
Refrigerante (lata)- 46,47%
Refrigerante garrafa- 44,55%
Camisa do time- 34,67%
Salgadinhos- 37,30%
Suco pronto- 36,21%
Televisor- 44,94%

Fonte: IBPT

 

Prof. Rinaldo B Negromonte – CRC RN 006923-O/8
Assessor Contábil do SINMED